Textos

DEPRESSÃO
Quando chega é sem dó
Tentando esmagar a gente
Deixando a testa franzida
Cozinha a nossa mente
É visita indesejada
Que se instala de repente

Por mais que nos esforcemos
Pra que ela vá embora
Ela está no teu encalço
Todo dia toda hora
Deixando tudo sem brilho
Mesmo o sol em plena aurora

Não há roupa que se ajuste
Na hora de se arrumar
Pois dá palpite ruim
O espelho vai concordar
Com tudo que vê em volta
Nada vai lhe agradar

Se pudesse se enfiava
Sem ter comunicação
Tudo que sente é tristeza
Dentro do seu coração
Tudo é capaz de fazer
Essa tal de depressão

Amigos não quer ouvir
Conselhos não servirão
O que mais te dar prazer
É viver na solidão
Deixar as lágrimas correrem
E sem dar explicação

E o que mais incomoda
É alguém lhe perguntar
O que você tá sentindo?
Em que posso lhe ajudar?
Dá vontade de morrer
Pra não ter que escutar

Tudo muda ao seu redor
Não existe fantasia
Não há sonho ou esperança
Que lhe traga alegria
E porque escrever versos
Se eu detesto poesia

Quando ela está comigo
Tudo que diz eu concordo
Mexe com meus sentimentos
Coisas ruins eu recordo
Como pode alguém me amar
Se nem mesmo me suporto

Se  me fazem elogio
Eu trato de desmentir
Acho que é só alguém
Querendo se divertir
Não é qualquer piada boba
Que vai me fazer sorrir











Alcinete Gonçalves
Enviado por Alcinete Gonçalves em 12/08/2019
Alterado em 13/08/2019


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr